vou contar um segredo

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vou Contar Um Segredo

Como Ser Saudável Num Mundo Insalubre

Vou Contar Um Segredo

Como Ser Saudável Num Mundo Insalubre

Superalimentos de Algas Marinhas

 No oriente, a utilização de algas é feita há milhares de anos e está bastante presente na alimentação dessa zona do mundo. Por aqui, não é tão normal incluir algas na nossa alimentação e por isso acho importante falar nestes superalimentos que tão bem nos fazem!

Fontes de iodo e de fitonutrientes, as algas marinhas contêm mais sais minerais do que qualquer outro alimento, podem ter até 10 vezes mais cálcio do que o leite e 8 vezes mais ferro do que a carne de vaca!

Dependendo da quantidade de exposição solar que as algas sofrem, elas podem ser vermelhas, castanhas ou verdes. Normalmente são vendidas secas mas basta demolhá-las alguns minutos para que fiquem novamente macias.

 

  

  • Alga Arame: Fina, de cor castanha e de sabor suave e adocicado, liga bem cozinhada com abóbora, cenouras, cebolas ou inhame. Também liga bem com Tofu e Tempeh. É benéfica para os orgãos reprodutores femininos.
  • Alga Dulse - De cor vermelha, o seu sabor suave faz lembrar frutos secos. Como não precisa de ser cozinhada é ideal para ser utilizada na salada como substituto de alface. 
  • Alga Nori - Vinda do Japão esta alga é conhecida por ser utilizada para embrulhar o sushi. Não é necessário demolhá-la antes de a utilizar e pode ser usada com legumes cozidos e crus, macarrão, tofu, seitan, tempeh, ou peixe para fazer sushi. De todas as algas é a que tem o mais elevado teor em proteína, ferro, vitaminas A e B2. É a única alga sem sódio.
  • Alga Wakame - É a alga com mais quantidade de ácido algínico, que limpa metais pesados que possam estar presentes no intestino, como chumbo, mercúrio, e cádmio. Use-a na sopa de miso, em saladas, com legumes frescos ou em pratos de feijão.
  • Alga Kelp - É a maior fonte natural de iodo e eficaz em tratamentos especificos da tiróide. É mais utilizada sob a forma de pó, para adicionar a sumos ou batidos, e sob a forma de comprimidos.
  • Alga Kombu - Torna os alimentos mais tenros e realça sabores. Ideal para cozinhar com feijão ou aromatizar sopas. Os japoneses utilizam-na na confeção da sua tradicional sopa chamada dashi.
  • Alga Hijiki - Devido às altas concentrações de arsénio inorgânico presente, foi aconselhado pela Food Standards Agency do Reino Unido, como um alimento a evitar, podendo ser substituída por outras algas.
  • Alga Chlorella - Mais informações no post sobre os superalimentos verdes - aqui

 

Dica - Sempre que cozinhar feijão, adicione uma tira de uma alga (Kombu é a ideal) na panela. As algas absorvem os gases dos feijões e assim poderá dizer adeus à flatulência seguida de um prato de feijão.

 

Para algumas receitas com algas clique aqui